Orçamento

Newsletter # 44

Nesta Newsletter você poderá ler:
1. Apex Travel no Salão Duas Rodas
2. Pilotando em duas rodas: as dez melhores estradas
3. Quatro dicas de como pilotar com segurança
4. BMW e Honda anunciam recall

 





  • 2rodas.html

    Apex no Salão Duas Rodas

    A Apex Travel esteve no Salão Duas Rodas e conta um pouco como foi o evento.

     

    As marcas que vieram ao maior evento de motos da América Latina trouxeram um pouco de economia e também luxo com 


    O Salão foi menor do que os outros anos, mas  continuou surpreendendo seus visitantes. BMW e Harley-Davidson investiram em modelos diferenciados e a Indian chegou de vez no Brasil.lançamentos básicos e premium.

     
     









    A BMW apresentou a G 310 Stunt, moto de baixa cilindrada inspirada em motos de manobras. A versão apresentada ainda era um protótipo, mas a montadora afirmou que começará produzi-las a partir do ano que vem em Manaus.

    A Harley-Davidson chegou com sua moto elétrica LiveWire. Estilosa e com linhas agressivas, a moto foi o principal destaque da montadora estadounidense, que também lançou os modelos 2016 das famílias Sportster e CVO.

    Cada vez mais consolidada no Brasil, a Triumph tinha um belo estande com todas as motos da linha no Brasil. Além das motos, havia um estande da Triumph Riding Experience, parceira da Apex Travel para roteiros no Brasil e América Latina. No primeiro dia de evento, saiu de lá um de seus grupos, com destino ao Uruguai, Argentina e Chile.

    De chegada no Brasil, a Indian trouxe seus modelos que serão vendidos por aqui em sua primeira loja já aberta e com previsão de abrir mais 3 ainda em 2015.
     

    As previsões das marcas são boas para o mercado brasileiro e investimentos estão sendo feitos por aqui, o Salão é apenas a reunião das coisas boas que estão por vir. Ótimo evento, estrutura muito boa, porém visitamos na quinta-feira, talvez o sábado estivesse bem cheio, pois esse ano estava menor do que outros anos.





    Algum aventureiro que acompanha o site foi ao Salão Duas Rodas?
    Deixe um comentário abaixo nos contando como foi.

  • 10melores.html

    Pilotando em duas rodas: as 10 melhores estradas

    Você é aquele motociclista que gosta de desafios ou prefere uma viagem tranquila e acompanhado? Nesta lista, você vai conferir as duas possibilidades! Não sei esqueça que o mais importante é conferir se sua moto está em ordem e garantir a segurança da viagem. 

    Confira, agora, nossas 10 dicas para você, aventureiro motociclista:

    1) Tail Of The Dragon:

    Parte do nosso roteira da Rota do Blues, apresenta 318 curvas em 17 quilômetros. A trilha recebe o nome por se parecer com o rabo de um dragão, ou seja, muito sinuosa e que exige experiência do motociclista. Está localizada entre os estados da Carolina do Norte e Tennessee, nos Estados Unidos.

    2) Mae Hong Son Loop:

    Localizada no sudeste asiático (Tailândia), a estrada apresenta mais de mil curvas que passando por campos montanhosos. Aqui, você confere cachoeiras, templos, aldeias...

    4) Prudhoe Bay:

    Localizada em um local reconhecido por suas paisagens: o Alasca! Devido às grandes chances de estradas em situação ruim, possibilidade de chuvas fortes e até neve durante o percurso, o trecho é indicado apenas para motociclistas muito experientes e, de preferência, que realizem a viagem em grupos.

    5) Trail Of Tears: 

    Saindo da cidade de Chattanooga, Tennessee, até Waterloo, Alabama. Todos os anos, motociclistas se reunem no terceiro domingo de setembro para percorrer esse trecho e relembrar nativos americanos forçados a sair de sua terra após o ato indiano de remoção de 1830.

    3) Rota 66:

    A "estrada mãe", como é carinhosamente chamada por motociclistas veteranos, está localizada nos Estados Unidos e conta com um arcabouço histórico imenso. Alguns trechos da estrada estão desativados, mas nosso grupo Rota 66 & Velho Oeste passa por trechos bastante preservados e locais icônicos, como o Roy's Café.

    Ao longo da estrada, surgiram várias cidades que perduram até os dias de hoje, além, claro, de vários museus que contam a história dessa rota centenária.

     

    6) Stelvio Pass:

    Localizado no Tirol so Sul, Itália. Contorna os Alpes Orientais em 60 curvas emocionantes. Construída em 1820, é a estrada mais alta da região: 2757 metros de altitude em relação ao nível do mar! Detalhes: está a apenas 200 metros da fronteira com a Suíça.

    7) US Highway 1:
    Localizada na Califórnia, a estrada liga o norte ao sul do estado, passando por paisagens exuberantes e vista à beira mar. Além deste nome, recebe vários outros, como Pacific Coast Highway, Cabrillo Highway, Shoreline Highway ou Coast Highway.

     

    US Highway 1 California

    8) Florida Keys Highway:

    Inaugurada em 1912, a estrada conta com 182 quilômetros e a famosa Seven Mile Bridge, uma ponte de quase 12km de extensão construída sobre o mar. É a principal rota atual de ligação entre Miami e Key West. Com paisagem exuberante, conta com a maior porção de recifes na porção continental do país, além de animais exóticos, como crocodilos.

    9) Côte d'Azur:
    Que tal pilotar por uma região que abriga eventos tão variados quanto o GP de Mônaco e o Festival de Cannes?

    Parece ser impossível, mas é realmente isso que acontece ao pilotar pela riviera francesa: variedade de eventos, pessoas e culinária. A região é tão bela que foi escolhida por celebridades como Picasso e Charles Chaplin como morada!De montanhas a um litoral repleto de iates, a vista aqui não deixa a desejar!

    10) Deserto do Atacama:

    Já imaginou pilotar por uma estrada em que se perder do líder pode ser fatal? Considerado o deserto mais seco do mundo, a região apresenta pouquíssimas cidades, daí o perigo de pilotar sozinho, sem saber para onde ir e ficar sem gasolina em uma região com quase nenhuma água e altíssimo teor de sódio.

    A Apex Travel conta com um tour guiado pelo Deserto do Atacama, mas nunca, em hipótese alguma, deixe de seguir as instruções do guia!

    Gostou? Quer colaborar? Envie seu relato/ideia para news@apextravel.com.br e nos ajude a construir esse site de motociclistas para motociclistas!Para consultar pacotes, contate motos@apextravel.com.br

     

     

  • Dicaspilotagem.html

    Quatro dicas de como pilotar com segurança

    Nas regras gerais de trânsito, aprendemos que somos responsáveis pelos veículos menores, ou seja, o ciclista é responsável pelos pedestres, o motociclista, pelos ciclistas e pedestres, os carros, pelos motociclistas, ciclistas e pedestres e assim por diante. Na prática, sabemos que não é isso que acontece e, muitas vezes, os condutores pensam apenas em si mesmo, esquecendo-se que têm de cuidar dos outros para o trânsito fluir melhor e de forma pacífica. Para tanto, separamos uma lista de 4 dicas que todo motociclista deveria seguir, veja:

    1) Dar-se conta de que é invisível: é verdade, os motociclistas são, muitas vezes, invisíveis para outros veículos, inclusive carros, independentemente do tamanho do veículo. Isso ocorre porque os carros apresentam pontos-cegos, por isso, não faça nenhum movimento brusco e considere-se sempre como não visto.

    2) Tenha paciência: sabe aquele motorista à sua frente que parece que acabou de ser aprovado na auto-escola? Então, ele também precisa ser cuidado. O cuidado com os veículos menores inclui também o cuidado com motoristas piores.

    3) Esteja sempre atento: não custa repetir que pilotar é lidar com outras pessoas, de diferentes graus de habilidade. Então, lembre-se sempre que você pode ser o melhor piloto do mundo e estar ao lado de alguém que literalmente não sabe pilotar.

    4) Não confie no retrovisor: afinal de contas, os espelhos são limitados, ou seja, escondem grande parte do que está acontecendo. Não à toa, os veículos apresentam mais de um retrovisor. Deste modo, sempre verifique o retrovisor antes de praticar uma manobra.


    Colocar essas dicas em prática torna o trânsito e seu trajeto mais seguros.
    Tem alguma dica para compartilhar com a gente? Envie um e-mail para news@apextravel.com.br e colabore!

  • recall.html

    BMW  e Honda anunciam recall

    Segundo disponibilizado no site da BMW, as motocicletas modelo G 650 GS Sertão e G 650 GS, fabricadas entre 2013 e 2015 precisam de reparo. A Honda, por sua vez, anunciou a reparação de unidades da Goldwing.

    Se você é um proprietário BMW ou Honda, leia os comunicados oficiais emitidos pelas empresas abaixo:

    BMW

     

     

    "A BMW do Brasil convoca os proprietários das motocicletas BMW modelos G 650 GS Sertão e G 650 GS, fabricadas entre março de 2013 e agosto de 2015, a entrarem em contato com um concessionário autorizado para agendarem gratuitamente a atualização do software da unidade de comando do motor e o aparafusamento da abraçadeira para tubo flexível no corpo da borboleta. Tais medidas se dão pela possibilidade dessas motocicletas apresentarem (i) falha de funcionamento no software da unidade de comando do motor (BMS-E) e, em alguns casos, (ii) entrada falsa de ar no sistema de admissão do motor.
    (...)
    O tempo gasto na realização do serviço é de aproximadamente 60 (sessenta) minutos." 


    O atendimento aos clientes já foi iniciado.

    O comunicado completo está disponível no site da BMW e está direcionado aos chassis presentes neste link.

    Honda

    "A Moto Honda da Amazônia, pautada por seu princípio de respeito aos clientes, convoca os proprietários do modelo GL 1800 Goldwing para recall.As unidades com os chassis abaixo devem ser levados, a partir de 07 de dezembro de 2015, a uma concessionária Dream, para a substituição gratuita do cilindro mestre traseiro e do cilindro mestre secundário, ambos pertencentes ao sistema de freio. A campanha afeta 667 unidades.
     

    Chassis envolvidos:

    Ano/Modelo: 2006 a 2009, chassis de 6A500003 a 9A800092
    Produzidas de 03/08/2005 a 16/12/2008

    Ano/Modelo: de 2010 a 2015, chassis de AA900001 a FK300050
    Produzidas de 17/02/2009 a 09/07/2015 (...)"O atendimento será iniciado em 7 de dezembro.
    O comunicado completo pode ser lido aqui.

     

     

     




Cadastre-se